Enxoval do bebê: você não precisa de boa parte do que te vendem como imprescindível



Na cultura da maternidade romântica, crescemos acreditando que a gestação foi feita para pensarmos somente no enxoval. São 9 meses numa busca desenfreada pela decoração do quartinho, roupas e vários apetrechos. Listas gigantes rodam pela internet. Mas será que precisamos mesmo disso tudo?


Quem já teve bebê sabe, não usamos nem metade do que compramos. Muitos bebês, inclusive, sequer dormem no berço nos primeiros meses de vida. Então, que tal pensarmos num enxoval mais enxuto e usarmos o resto do tempo para estudarmos sobre o que é ter um recém-nascido em casa? Não que a gente condene essa parte da maternidade. Também achamos tudo muito fofo e sabemos o prazer que é viver esse processo. Mas sabemos que o papel de parede do quarto do seu bebê não te ajudará a lidar com o puerpério.


Então, gostaríamos de sugerir alguns poucos itens que acreditamos serem muito úteis. São eles:


- sling;

- fraldinhas de boca;

- kit de comida congelada;

- o contato de uma boa consultora de amamentação;

- alguns poucos conjuntos de bodies com abertura frontal + calças + meias para cada trimestre do bebê. Eles perdem tudo muito rápido!

- Mantas e cueiros;

- touquinha;

- fraldas ecológicas que duram todo o período de fralda;

- bebê conforto.


E você? O que comprou na gestação e se arrependeu, e o que achou que valeu super a pena? Conta pra gente?

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Logo LM Branco.png