Não podemos querer do bebê aquilo que ele não pode nos dar.



Crescemos ouvindo que bebês não podem ficar muito no colo, pois irão se acostumar e nos manipular. E, mesmo que a gente tenha bastante informação hoje em dia dizendo o contrário, internalizamos isso.


Aí o bebê nasce, e começamos a travar uma árdua batalha para que ele se comporte como um adulto. Mas uma coisa a gente garante: isso não vai acontecer. O bebê não nasceu pra atender as nossas expectativas recheadas de rotinas. Acordamos, em geral, todo dia no mesmo horário, tomamos café da manhã, nos arrumamos para trabalhar etc. O recém-nascido, não. Até porque ele demora um bom tempo pra entender que nasceu. Para ele, seu corpo e o corpo da mãe ainda são a mesma coisa por um bom tempo.


Então, se você é mãe de primeira viagem, queríamos te dar um conselho: abrace o caos. Puerpério não é momento de controlar nada, mas de deixar o fluxo seguir. Estamos falando que é fácil? Jamais! É muito cansativo, a privação de sono nos pega de jeito, mas não podemos querer do bebê aquilo que ele não tem pra nos dar.


Não precisa cronometrar mamada, não precisa contar quantas vezes o seu bebê acordou a noite. No começo, serão infinitas vezes. Ele nasceu com cérebro e sistema gastrointestinal imaturos. Vai demorar pra ter uma rotina, e tá tudo bem! Ele é um ser indefeso, que também precisa de empatia.


Se você se sente melhor dormindo com seu bebê, durma. Muitas mulheres conseguem descansar mais dessa forma. Se você compreendeu que seu bebê só dorme bem em cima de alguém, deixe. Ele se sente seguro com o pele a pele. Se você acha que ele chora menos no banho de chuveiro, siga em frente.


Lutar contra a fisiologia do puerpério não nos traz benefícios. Só sentimos estresse e frustração. Acredite, com o tempo as coisas vão entrando nos eixos e tudo volta pro lugar. De uma forma diferente, mas volta. Se respeite e acolha o seu bebê.


Isso pode fazer uma diferença enorme. 💕

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Logo LM Branco.png