Profissionais de obstetrícia: vocês estão preparados pra oferecer assistência a casais homoafetivos?


Profissionais de obstetrícia que estão aqui conosco: vocês já acompanharam casais homoafetivos? Mulheres lésbicas que engravidaram: vocês foram bem recebidas pela equipe de obstetrícia ao longo de todo o pré-natal, parto e pós-parto?


Conversar sobre este assunto é fundamental. Cada vez mais casais homoparentais buscam gestações e um caminho materno/paterno saudável, fazendo valer seus direitos, sem que sua sexualidade seja um entrave burocrático, social e que se coloque em cheque sua capacidade de amar e cuidar de seus filhos e filhas com responsabilidade.


A falta de informação e preparação do nosso sistema de saúde para o acolhimento neste recorte é gigantesco. São violências morais por meio de comentários grosseiros, postura inadequada, questionamentos sem fundamento direcionados exclusivamente por uma única palavra: preconceito.


Isso sem contar no que tange a licença maternidade/paternidade (ou a falta dela), o desconhecimento sobre suporte à amamentação para ambas as mães, técnicas gentis para casais gays que desejam, por exemplo, amamentar sem mamadeiras ou chupetas... Existe um mundo de respeito, informação, carinho e suporte que pode e deve ser cada vez mais aprofundado e aplicado em prol de um caminho parental digno.


Muitos casais homoafetivos estão prontos para receberem seus filhos e filhas com um amor gigantesco. Falta agora todo um sistema se adequar a essa demanda cada vez mais crescente. Sistema esse, aliás, que lhes deve o mais absoluto respeito, tal e qual qualquer casal heteronormativo. Você, profissional, está pronta(o) para atender ou seu preconceito ainda lhe impede?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Logo LM Branco.png