O hospital é o ambiente mais seguro para a indução de parto


A indução do trabalho de parto é uma estimulação artificial das contrações uterinas para realizar o parto antes do seu início espontâneo. Ela é indicada quando há riscos materno/fetais associados a continuidade da gravidez. Quando não há contraindicações para o trabalho de parto e parto normal, a indução é geralmente preferida, dado o aumento dos riscos maternos associados à cesariana.


Dito isso, é importante saber que este é um processo que deve ser feito em ambiente hospitalar. Mas por que? Porque como qualquer outra intervenção, ela não é isenta de riscos. Ruptura uterina, infecção, prolapso de cordão umbilical, sofrimento fetal e falha da indução, são algumas das possíveis intercorrências que podem afetar o sucesso do procedimento. As taxas de intercorrência são baixas, porém, existem. Por isso é tão importante que a indução seja iniciada e mantida em ambiente hospitalar, pois a monitorização intermitente do processo se faz fundamental. Caso ocorra quaisquer desdobramentos não planejados e que fogem à segurança de um ambiente extra-hospitalar, estar nele é fundamental para o aumento da taxa de sucesso no nascimento.


É prudente o conhecimento das indicações, contraindicações e riscos da indução do parto pela sua equipe, apoiando-se nas melhores evidências científicas e de acordo com o grau de recomendação. A compreensão desses fatores pode ajudar a reduzir eventuais falhas de indução, bem como as complicações do parto induzido, com consequente melhoria na assistência.


Por isso, reiteramos: o local mais adequado para se fazer uma indução de parto é no hospital.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Logo LM Branco.png