Sabe aquelas bolinhas ao redor da sua aréola? São os tubérculos de Montgomery.



Hoje nós te apresentamos eles, os maravilhosos: Tubérculos de Montgomery! Também conhecidos como glândulas de Montgomery ou glândulas areolares, essas bolinhas estão em volta do mamilo, nas aréolas (não são aUréolas e sim aréolas. Deixem as aUréolas para os anjinhos), e costumam aparecer nos dois seios. Essas glândulas são sebáceas e tem o intuito de, entre algumas funções, secretar um líquido lubrificante, formando uma película protetora, protegendo a aréola de ataque microbiano, de ressecamento e amenizando o possível aparecimento de fissuras.


Durante a gestação estas glândulas aumentam. Muitas especialistas asseguram ainda que o cheiro exalado por estes tubérculos, atrai os bebês fazendo-os procurar o peito da puérpera. Deste modo, os tubérculos de Montgomery servem de estímulo olfativo para os recém-nascidos.


É importante ressaltar que estas glândulas não aparecem única e exclusivamente durante a gravidez. Numa mulher que não amamenta, podem aparecer devido a uma desregulação hormonal, podendo aumentar estas glândulas ou torná-las mais visíveis. Mais tarde, quando os níveis hormonais se estabilizam, voltam à normalidade. Porém, durante a gravidez e amamentação, têm um aspecto muito mais marcante.


É recomendado pelas maiores especialistas em aleitamento que, para preservar a sua função protetora, as mulheres não façam absolutamente nada na aréola. Não precisa de bucha, nem hidratantes, nem estímulos. Simplesmente deixe sua aréola quietinha e ela estará pronta para amamentar seu bebê. Inclusive, estímulos nas aréolas podem vir a eliminar a substância protetora e lubrificante que é secretada pelas glândulas.


Alguma amiga sua precisa dessas informações? Então encaminha esse post pra ela!

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Logo LM Branco.png